Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2008

Parque Nacional dos Pirinéus IV

Imagem
Parque Lacuniacha

Aproveitando um dia menos bom para grandes caminhadas e porque o cansaço já se fazia sentir resolvemos visitar o Parque Faunísticodos Pirinéus, sito em Piedrafita de Jaca (Huesca), um bioparque de montanha com 10 hectares de extenção e com muitas espécies de animais selvagens e plantas protegidas. Um agradável passeio com uma duração média de 3 horas e de baixa dificuldade.
No inicio do passeio podemos visualizar Gamos, Corzos, Renas, Cervos, Cabras Montesas e os Sarrios, alguns destes mais escondidos pelo meio dos arbustos requerendo maior atenção.
Segue-se, a alguns metros, uma zona de muita diversidade de vegetação e que nos guia até ao refúgio dos Linces Boreais. Do miradouro construído para os observar conseguimos com alguma sorte deslumbrar duas, das quatro espécies existentes no parque, e que nos deixou maravilhados... muito tempo perdido a observá-los e fotografá-los, afinal de contas não é todos os dias que se vê um animal tão belo e em vias de extinção.
Continu…

Parque Nacional dos Pirinéus III

Imagem
Lago Fabrèges

Neste 4º dia da nossa estadia nos Pirinéus resolvemos visitar o Lago Fabrèges situado na pitoresca e típica aldeia de Artouste, na parte francesa dos Pirinéus e que se estende no sopé do Vale de Soussouéou e do maciço de Ossau. Constata-mos que pelo facto de o clima ser mais húmido as paisagens são mais verdes no lado francês do que do lado espanhol, o que lhes confere uma beleza e imponência singular. Foi sem dúvida um dia diferente e tranquilo que serviu para relaxar e recuperar energias. Fica a sugestão para visitarem esta zona bem interessante e harmoniosa dos Pirinéus.













Parque Nacional dos Pirinéus II

Imagem
Vale de Ordesa e Monte Perdido

O dia mais fantástico e mais cansativo foi sem dúvida a visita ao sensacional Vale de Ordesa pela brutalidade das paisagens que nos proporcionou. Começou bem cedo, deixamos o carro no parque de estacionamento na Pradera de Ordesa, (atenção que há épocas do ano que não se pode levar a viatura até ao parque, a viajem terá de ser feita de autocarro a partir de Torla), e aí iniciamos a caminhada com o objectivo Cola de Caballo.Todo o percurso é de dificuldade baixa e em grande parte com trilhos largos, por isso ser tão visitada por pessoas de todas as idades, com e sem preparação.
O rio Arazas percorre todo o vale o que propicia vegetação muito densa ao longo de quase todo o percurso, cascatas enormes e o som da água a bater nas pedras que nos proporciona um passeio relaxante e maravilhoso.








Ao longo da viagem não paramos de fotografar qual a espectacularidade e altitude de tudo o que nos envolve, desde as cascatas de Arripas, a da Cueva, passando pelas altíssim…