Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2009

Trilho do Curro da Velha

Imagem
CURRO DA VELHA


Desta vez a nossa vontade de caminhar levou-nos até Castro Laboreiro, no concelho de Melgaço, com a intenção de realizarmos o trilho " Curro da velha".O percurso inicia-se junto à casa do Guarda Florestal de Pousios, começando depois a subida até aos "currais"- uma branda de gado conhecida por curro da velha; um local de grande beleza paisagística e onde tem inicio a emblemática e majestosa Serra da Peneda. Daqui seguimos em direcção ao lugar de Ribeira de Baixo no fundo do vale do rio Castro Laboreiro, onde a paisagem se assemelha ao ambiente dos Alpes. Continuando o nosso percurso por mais um pouco somos chegados novamente à casa do Guarda Florestal, onde teve inicio este magnifico trilho.

Distância: 7km

Duração: 4h30m
Grau de dificuldade: médio

Percurso: Circular












Parque Natural do Alvão

Imagem
FISGAS DO RIO POIO


Em mais uma das nossas aventuras, resolvemos efectuar a subida do rio Poio, que se situa perto de Ribeira de Pena. Este é um percurso de alguma dificuldade, uma vez que o percurso tem de ser feito pelo leito do próprio rio, saltitando de pedra em pedra. O dia que escolhemos para esta caminhada não foi o melhor uma vez que tinha chovido e o piso estava bastante escorregadio, aumentando consideravelmente a dificuldade tornando-se mesmo perigoso. Devido a estas adversidades, acabamos por não efectuar a subida na sua totalidade (até ao poço do inferno) como era o objectivo e acabamos por ficar a meio do trajecto. Contudo, fazemos intenção de lá voltar e acabar aquilo que deixamos a meio. Por enquanto, deixamos aqui algumas fotografias desta curta aventura...














Parque Nacional dos Pirinéus V

Imagem
MONTE PERDIDO


Neste nosso regresso aos Pirenéus decidimos tentar a ascensão ao topo do famoso Monte Perdido, uma das mais bonitas montanhas do maciço pirenaico que se situa a 3355 metros de altitude. Foi uma aventura para a qual foram necessários 2 dias, sendo que no 1º dia percorremos cerca de 12 kms até ao refugio de Goriz, zona onde montamos tenda e pernoitamos. No 2º dia fizemos então a ascensão ao Monte Perdido sempre acompanhados pela neve e por paisagens de cortar a respiração, de seguida regressamos à pradaria de Ordesa e demos por terminada a nossa aventura.Resta-nos alertar todos aqueles que pretendam aventurar-se nesta ascensão, para ir bem equipados pois lá em cima faz bastante frio.A seguir deixamos o registo fotográfico desta aventura que muito aconselhamos!!